Você está aqui: Página Inicial / Pesquisas / Projetos de Doutorado em Andamento

Projetos de Doutorado em Andamento

Atualizado em Outubro de 2019

01 - Estudante: Adriel Barboza Bentos - http://lattes.cnpq.br/5702789962514874

Orientador(a): Prof. Dr. Rodolfo Antonio de Figueiredo

Projeto de Pesquisa:  “EFEITOS AMBIENTAIS DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS IMPLANTADOS EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NA QUALIDADE DA ÁGUA DE RIACHOS LOCALIZADOS EM TERRITÓRIO AMAZÔNICO (MT)”

Resumo:    Partindo da hipótese que Sistemas Agroflorestais (SAF) promovem melhorias nas propriedades físicas, químicas e biológicas de qualidade da água dos sistemas fluviais, este projeto tem como objetivo avaliar a qualidade da água de riachos que permeiam diferentes SAF implantados em Áreas de Preservação Permanente (APP), por agricultores familiares, no município de Carlinda (MT), além de desenvolver um protocolo para avaliação rápida visual das características naturais que condicionam os ambientes aquáticos. Nesse contexto, foram selecionados três SAF, um Sistema Mata Ciliar Nativa (SMCN) e um Sistema Pasto (SPas) para serem avaliados e comparados. No total nove parâmetros de qualidade da água serão avaliados e o período de monitoramento compreenderá 36 meses. O Protocolo de Avaliação Rápida da Diversidade de Habitats (PARs) será aplicado para indicar a qualidade ambiental dos trechos em foco, servindo também como ferramenta complementar no monitoramento ambiental. O desenvolvimento do novo protocolo será apoiado em bases de referências bibliográficas e conforme processo participativo com os agricultores, quando serão levantados indicadores ambientais, por meio de entrevistas, questionários e reuniões. Posteriormente, os indicadores serão discutidos e reestruturados por um grupo de especialistas via internet (técnica conferência Delphi). Espera-se que os resultados desta pesquisa venham contribuir com o desenvolvimento da percepção ambiental dos produtores familiares, bem como, que a ferramenta a ser gerada sirva como instrumento norteador de políticas públicas para qualificar e quantificar realidades hidrográficas.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES/DS


02 - Estudante: Aline Chitero Bueno Fagliari  - http://lattes.cnpq.br/5418452950310799

Orientador: Prof. Dr. Juliano Costa Gonçalves

Projeto de Pesquisa: “Não geração de resíduos sólidos: dimensões constitutivas nas perspectivas da extração de recursos, produção, consumo e pós-consumo”

Resumo: A Política Nacional de Resíduos Sólidos estabelece em seu art. 9º que a gestão de resíduos sólidos deve seguir a ordem de prioridade: não geração, redução, reutilização, reciclagem e tratamento dos resíduos sólidos, bem como disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos. O conceito de não geração não é definido na lei, gerando dificuldades no estabelecimento de ações e programas nesta perspectiva. Assim, tem-se por objetivo descrever e analisar as dimensões constitutivas da não geração de resíduos em suas perspectivas de extração de recursos, produção de mercadorias, consumo e pós-consumo. Para tanto serão realizadas: pesquisa bibliográfica a partir de palavras-chave; pesquisa documental, com leitura e análise da Política Nacional de Resíduos Sólidos, bem como de Planos de Resíduos Estaduais e Municipais do Estado de São Paulo; e de campo, com entrevistas com os gestores dos Planos de Resíduos Municipais analisados na pesquisa documental, cujos planos contemplem metas de não geração de resíduos sólidos. Espera-se contribuir como uma fonte de informações para gestores, em âmbito público e privado, das dimensões constitutivas da prioridade da gestão de resíduos estabelecida na lei para elaboração de Planos de Resíduos, planejamento, propostas de ações e metas.

Palavras-chave: resíduos sólidos; não geração; desenvolvimento sustentável; consumo; pós-consumo

Financiamento:


03 - Estudante: Amanda Cristina Costa Prado - http://lattes.cnpq.br/7004358864086551

Orientador(a): Prof. Dr. Juliano Costa Gonçalves

Projeto de Pesquisa:  “Olhares do Vale Paraíba: Percepção ambiental e percepção de serviços ecossistêmicos na APA São Francisco Xavier, SP.”

Resumo:    Para fazer frente aos problemas colocados pela crise ambiental é preciso modificar a atual relação entre homem e natureza, e, para tal, é importante criar políticas ambientais que auxiliem no processo de adaptação da sociedade ao desenvolvimento sustentável. Neste contexto, a Percepção Ambiental (PA) e a Percepção de Serviços Ecossistêmicos (PSE) da população se torna importante aliada para o poder público quanto à leitura da realidade social, configurando-se como meio de apoio à Gestão Ambiental (GA) de Unidades de Conservação. Assim, propõe-se o presente projeto na APA São Francisco Xavier, que virá a incrementar as ações do Projeto Conexão Mata Atlântica, garantindo um trabalho de bases locais, partindo das realidades e especificidades do distrito. Além disso, os resultados serão úteis para a gestão da Unidade de Conservação (UC) como um todo. O objetivo principal é analisar a PA e a PSE e compreender as relações de conflito socioambiental entre moradores e turistas na APA SFX, para melhor subsidiar ações de GA na área. Serão realizadas entrevistas semiestruturadas com moradores antigos, novos, de segunda residência e turistas. Também serão realizadas pesquisa bibliográfica e documental, observação, diário de campo, registro fotográfico. A análise dos dados obtidos será feita através da Análise do Discurso. Espera-se contribuir com o desenvolvimento de ferramentas de gestão ambiental e com políticas públicas destinadas à melhoria da sustentabilidade da UC e da qualidade de vida da população.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES/DS


04 - Estudante: Ana Claudia Pereira Carvalho - http://lattes.cnpq.br/5887058922623643

Orientador(a): Prof. Dr. Reinaldo Lorandi

Projeto de Pesquisa:  “Estudo da disponibilidade hídrica em sub-bacias hidrográficas do Rio Piracicaba (SP) e Médio Rio Grande (MG) para a proposição de instrumento de planejamento e gestão dos recursos hídricos”

Resumo:    O recurso natural que mais sofre com a pressão do avanço populacional e econômico é o recurso hídrico, motivado pelo uso exploratório e irracional. Mesmo em regiões do país onde a disponibilidade hídrica historicamente foi elevada, com o avanço dos usos econômicos e sociais, a água tem se tornado mais escassa. Uma das dificuldades para obter um sistema eficiente e sustentável para gerir os recursos hídricos está concentrada na falta de dados de monitoramento climático como os pluviométricos, térmicos, de evapotranspiração, entre outros, e, fluviométrico, dados estes que são fundamentais para determinar a disponibilidade hídrica de bacias hidrográficas. Neste contexto, o projeto tem como objetivo realizar um estudo sobre a disponibilidade hídrica superficial onde serão elaborados produtos cartográficos através de análises realizadas entre as vazões medidas em campo com as vazões de referências tradicionais, com a pluviosidade e com os aspectos dos meios físico e antrópico, abrangendo sub-bacias hidrográficas das Bacias do Rio Piracicaba (BHRP) e Médio Rio Grande (CBH-GD7), com a finalidade de promover o uso racional e sustentável dos recursos hídricos.

Palavras-chave:

Financiamento:


05 - Estudante: Ana Cristina Bagatini Marotti - http://lattes.cnpq.br/0882292538928826

Orientador(a): Profa. Dra. Érica Pugliesi

Projeto de Pesquisa:  “A Política Nacional de Resíduos Sólidos e o Princípio do Protetor-Recebedor: estudo de caso na região Metropolitana de Campinas”

Resumo:    A PNRS é a principal política que instituí sobre a gestão de resíduos sólidos no país. E de forma pioneira, em âmbito federal, apresenta o princípio do Protetor-Recebedor. Este princípio é demonstrado como grande mudança no paradigma já posteriormente criado pelo princípio do Poluidor-Pagador, valorando ações de proteção e prestação de serviços que beneficiam o meio ambiente. Apesar do princípio do Protetor-Recebedor ser encontrado de forma inovadora na PNRS, pouco se vê aplicado a esta temática. Seus maiores e mais recorrentes exemplos estão relacionados ao uso da terra e preservação de recursos hídricos. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA, 2010, entende-se por “serviços ambientais”, serviços ou bens que se relacionam com a prevenção e o controle da poluição e o adequado uso dos recursos naturais. Com essa perspectiva, são classificados em: gestão de poluição, tecnologias e produtos mais limpos, bens de gestão de recursos naturais e bens ambientalmente preferíveis. Portanto ações que visam a correta gestão dos encontram-se como serviços ambientais de gestão de poluição. A partir dessa premissa, tem-se portanto, diferentes atores sociais no contexto urbano que contribuem para os serviços ambientais da reciclagem, a exemplo dos catadores de materiais recicláveis. O presente projeto de pesquisa tem como objetivo compreender a aplicação do Princípio do Protetor Recebedor para a gestão dos resíduos sólidos. Pretende-se alcançar o objetivo a partir de RBS com a temática Protetor-Recebedor, levantamento de experiências nacionais e internacionais de ações que aplicam o princípio e analise dos PMGIRS da região metropolitana de Campinas a fim de reconhecer a aplicação do princípio do protetor-recebedor nos mesmos. Aspira-se como resultados identificar conhecimento produzido sobre princípio, descrever o panorama internacional de aplicação e criar um quadro comparativo com ações nacionais de aplicação do mesmo.

Palavras-chave:

Financiamento:


06 - Estudante: Ana Paula Pereira Carvalho - http://lattes.cnpq.br/9244109958201639

Orientador(a): Prof. Dr. Reinaldo Lorandi

Projeto de Pesquisa:  “Mensuração da Demanda Hídrica em Sub-bacias Hidrográficas do Rio Piracicaba (SP) e do Médio Rio Grande (MG) para fins do Planejamento e Gestão dos Recursos Hídricos”

Resumo:    A água se destaca como um elemento essencial para a vida humana e suas atividades, bem como, para as funcionalidades de um sistema ambiental, dessa forma, é necessário um planejamento adequado que assegure o uso sustentável deste recurso natural. A crescente demanda por água é uma preocupação enfrentada a nível global, pois o recurso quando não utilizado de forma racional compromete a sua oferta, o que pode vir a ocasionar problemas como o estresse hídrico. Diante deste contexto, este projeto tem como objetivo principal elaborar um método de mensuração da demanda hídrica considerando os diferentes tipos de uso, para contribuir com o planejamento adequado dos recursos hídricos. O projeto proposto será desenvolvido em sub-bacias hidrográficas da Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba (BHRP) e da Bacia Hidrográfica do Médio Rio Grande (CBH-GD7), situadas respectivamente, nos estados de São Paulo e Minas Gerais. Os procedimentos metodológicos para a execução do projeto envolvem cinco etapas, sendo elas: levantamento e preparação de dados existentes; obtenção das sub-bacias hidrográficas objetos de estudo por meio da aplicação de análise estatística; medição da vazão nas sub-bacias hidrográficas objetos de estudo; zoneamento da demanda hídrica; elaboração de documentos cartográficos que relacionam a demanda e a oferta dos recursos hídricos e proposição de diretrizes.

Palavras-chave:

Financiamento:


07 - Estudante: Arthur Ferraz de Camargo - http://lattes.cnpq.br/3842149961750681

Orientador:  Prof. Dr. Juliano Costa Gonçalves

Projeto de Pesquisa: “As questões ambientais nas relações publicitária, mercadológica e socioeconômica entre o setor automotivo e seus consumidores”

Resumo: Dentro do sistema social, econômico e cultural contemporâneo presenciamos em diversas das sociedades globais um grande apreço, apego e exaltação dos bens de consumo ou mesmo do próprio ato de consumir por si só. Os automóveis podem ser utilizados como símbolo desse fenômeno, a partir das noções sociais de status, realização, sucesso que são vinculadas a eles e acabam divergindo das funções centrais dos mesmos, a mobilidade e a locomoção. O setor automotivo é pioneiro em questões de produção de bens na sua história mais que centenária e tem influenciado formas de produção e inovação dentro dos diversos setores industriais. Evidentemente, toda essa conjuntura está em relação direta com alocação e poluição do meio ambiente, seus bens e recursos, na produção, utilização e descarte dos automóveis, por vezes impulsionando tecnologias ambientalmente mais amistosas. Dentro desse contexto, esse projeto visa analisar as relações propagandísticas, socioeconômicas e mercadológicas entre o setor automotivo e o consumidor de automóveis perante o panorama histórico ambiental, dentro de diferentes realidades, a alemã, a estadunidense e a brasileira. Assim, a fim de reunir o setor automotivo, consumidor e mercado de tecnologias, será realizada a análise do discurso publicitário automotivo dentro de cinco revistas especializadas (uma brasileira, duas alemãs e duas estadunidenses), visando estabelecer uma linha histórica da publicidade automotiva. Tal linha histórica será relacionada com outros dois pilares, o das pressões ambientais, recorrentes dentro do século, de diversos atores (legislativo, social, econômico) e os dados acerca do mercado automotivo que são aferidos pelas associações de montadoras das três nações. Então, busca-se traçar um denso histórico do mercado e da publicidade automotiva perante a crescente mobilização ambiental, que se engrandece ainda mais dentro do setor frente a iminente transição tecnológica para veículos elétricos, e mostrar como historicamente as montadoras tem se comunicado sobre questões ambientais com seu consumidor.

Palavras-chave:

Financiamento:


08 - Estudante: Caio Santilli - http://lattes.cnpq.br/1650838755494098

Orientador(a): Profa. Dra. Renata Bovo Peres

Projeto de Pesquisa:  “ANÁLISE DO PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DO ESTUDO DE IMPACTO DE VIZINHANÇA (EIV) NO MUNICÍPIO DE SÃO CARLOS, SP, VISANDO APERFEIÇOAR O PAPEL DESTE INSTRUMENTO DENTRO DO SISTEMA DE LICENCIAMENTO URBANÍSTICO AMBIENTAL.”

Resumo:    Após longo período de discussões e experiências no planejamento urbano, a Política Urbana Nacional consolidou-se com aprovação da Lei Federal 10.257/2001, denominada Estatuto da Cidade. A função social da cidade e da propriedade foram destaques do referido Estatuto, pois o principal objetivo desta Lei é a cidade socialmente justa e ambientalmente equilibrada (HOSHINO et al. 2014). Alguns instrumentos foram definidos para atingir o objetivo supracitado, entre eles o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), considerado como instrumento de democratização da gestão urbana (SCHASBERG, 2011; HOSHINO et al. 2014). Ainda pouco estudado, este instrumento de planejamento ambiental urbano é, em sua maioria, criticado pelos autores que abordam sua formulação, legalização e aplicação (LOLLO; RÖHM, 2005; PERES, 2012). Tendo em vista a necessidade de aprimoramento, este projeto de pesquisa visa propor subsídios e aperfeiçoamentos referentes ao conteúdo e ao processo de elaboração do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) no município de São Carlos, SP, visando otimizar o papel deste instrumento dentro do sistema de licenciamento urbanístico ambiental. Primeiramente será realizada revisão bibliográfica sistemática, seguindo uma adaptação do método proposto por Conforto et al (2011), denominado RBS Roadmap, visando determinar o estado da arte sobre EIV no Brasil. Na sequência, será feita coleta e análise de dados considerando a aplicação de questionários nos estudos selecionados. Identificação do papel desempenhado pelo EIV no processo de licenciamento de empreendimentos de parcelamento do solo para fins habitacionais no município de São Carlos. Após a conclusão das análises, será elaborado um Roteiro para implementação do Estudo de Impacto de Vizinhança, visando aprimorar a utilização deste importante instrumento de planejamento ambiental urbano.

Palavras-chave:

Financiamento:


09 - Estudante: Camila Tavares Pereira - http://lattes.cnpq.br/3065780693111631

Orientador(a): Prof. Dr. Vandoir Bourscheidt

Projeto de Pesquisa:  “CLIMA URBANO E PARAMETRIZAÇÕES PARA O CENÁRIO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM ÁREA COSTEIRA”

Resumo:    Este projeto tem como propósito avançar os estudos referentes ao clima urbano em multi-escala, temporal e espacial, a fim de compreender quais fatores influenciam na alteração da temperatura do ar e do vento. Para tal, trabalharemos usando diferentes Local Climate Zones (LCZs) e cenário de mudança climática, visando compreender a dinâmica termal na cidade de Santos e avaliar possíveis estratégias mitigatórias para a mesma utilizando o modelo SUEWS.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES


10 - Estudante: Cristine Diniz Santiago - http://lattes.cnpq.br/2054503151318666

Orientador(a): Profa. Dra. Érica Pugliesi

Projeto de Pesquisa:  “Condicionantes para a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos por meio de Consórcios”

Resumo:    A Política Nacional de Resíduos Sólidos foi aprovada em 2010 e constituiu um marco na gestão de resíduos sólidos em todos os âmbitos, uma vez que estabeleceu metas e diretrizes claras apresentando a maneira pela qual deve ser realizada a gestão integrada de resíduos sólidos. É certo que será necessário certo tempo até que seus princípios sejam amplamente absorvidos por todos os setores da sociedade, uma vez que posturas de redução da geração por exemplo ainda não estão consolidadas mesmo em países que já apresentam legislação nesse sentido há mais tempo, como alguns países europeus. Nesse sentido torna-se essencial a análise dos Planos Municipais de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, instrumentos da Política, uma vez que este documento deve expressar todo o entendimento do município acerca da temática, além de refletir suas intenções e posturas ambientais. Esta análise possibilita, através da pesquisa documental e junto aos gestores municipais, identificar as principais potencialidades e fragilidades da aplicação da PNRS em âmbito local, e mesmo se realmente promoveu mudanças para os municípios. Foi escolhida uma unidade de gestão de recursos hídricos como unidade territorial de estudo, uma vez que esta unidade geográfica vem sendo amplamente utilizada no planejamento ambiental e urbano, inclusive no Plano Estadual de Resíduos Sólidos. O plano de trabalho é desenvolvido a partir de oito atividades principais e tem como condicionante a cooperação das prefeituras municipais e dos gestores atuantes na área de resíduos sólidos. A metodologia proposta é aplicada pois pretende levantar conhecimentos teóricos para a aplicação prática da PNRS a partir das etapas exploratória, descritiva e analítica. Além disso, um estudo de caso será desenvolvido já que o foco da pesquisa se encontra em fenômenos contemporâneos.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES/DS


11 - Estudante: Daniel Tonelli Caiche - http://lattes.cnpq.br/1548750519260298

Orientador(a): Profa. Dra. Renata Bovo Peres

Projeto de Pesquisa:  “Normatização da arborização urbana no município de São Carlos/SP: Análise histórica e crítica”

Resumo:    Os processos de uso e ocupação do solo, mercantilização e regulação urbana vêm interferindo drasticamente na produção das cidades brasileiras e gerando impactos socioambientais correlacionados. Parte dos problemas ambientais urbanos contemporâneos decorre da retirada da cobertura vegetal de diversas formas. Pensar em estratégias de introdução de elementos vegetais no ambiente urbano tem efeitos positivos comprovados cientificamente, como: melhoria do microclima, aumento redução no volume de água pluvial escoado, abrigo e alimento para fauna, além de influenciar no cumprimento de funções sociais como o lazer e a valorização cultural e nos benefícios para a saúde dos cidadãos. Uma dessas estratégias consiste na introdução da arborização em calçadas. No entanto, a produção de calçadas arborizadas apresenta problemas de ordem quantitativa, qualitativa e de articulação entre normativas e sistemas de gestão existentes. Poucos estudos têm se dedicado a estudar este processo de produção das calçadas a partir da perspectiva da arborização. Desta maneira, esta pesquisa objetiva compreender esta lacuna do conhecimento e propor inovações ligadas ao planejamento para a introdução de árvores nas calçadas, a partir da análise dos conflitos entre as normas urbanísticas e ambientais que balizam os projetos de arborização nas cidades, com base no contexto nacional e estudo de caso local do município de São Carlos/SP

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES


12 - Estudante: Daniely Forgerini - http://lattes.cnpq.br/4555359537820173

Orientador(a): Prof. Dr. Celso Maran de Oliveira

Projeto de Pesquisa:  “APREM/SC: Avaliação da eficácia da Lei 13944/2006 no município de São Carlos (SP) e Possíveis propostas de alteração da Lei buscando melhores resultados ambientais.”

Resumo:    Em 12 de dezembro de 2006, foi aprovada no município de São Carlos - SP, a Lei municipal nº 13944, criando as Áreas de Proteção e Recuperação dos Mananciais do Município de São Carlos – APREM/SC, tendo como principal objetivo o cumprimento da função social e ambiental de proteção, preservação e conservação do abastecimento de água com qualidade no município.  Passados 12 anos da promulgação dessa Lei, pretende-se com este projeto avaliar se esta lei tem sido eficaz no sentido de cumprir o principal objetivo proposto, trazendo assim maior recuperação de mata ciliar e melhorando a qualidade da água dos mananciais de abastecimento protegidos, e como se dá a atuação dos órgãos ambientais responsáveis pela aplicação da lei no município. A partir dos resultados obtidos pretende-se também verificar se há necessidade de realizar alterações em seu texto de forma a trazer melhorias para a melhor implementação da legislação.

Palavras-chave:

Financiamento:


13 - Estudante: Débora Bessi - http://lattes.cnpq.br/0893444898265301

Orientador(a): Prof. Dr. Marcel Okamoto Tanaka

Projeto de Pesquisa:  “Avaliação dos efeitos das diferenças na qualidade de solo e desenvolvimento de  florestas ripárias nas taxas de decomposição da matéria orgânica”

Resumo:    As florestas ripárias desempenham papel fundamental na provisão de funções e serviços ecossistêmicos. Contudo tem-se observado elevada perda dessas áreas ocasionando desequilibro nos ciclos biogeoquímicos e alterando a fertilidade do solo, por exemplo. Em decorrência desse quadro, as práticas de reflorestamento em áreas degradadas desempenham um papel fundamental na retomada das funções ecossistêmicas. Apesar do progresso no monitoramento do sucesso da restauração, ainda são poucos os estudos que ligam diretamente as comunidades vegetais resultantes da restauração de florestas tropicais a funções ecossistêmicas. Assim, este trabalho tem por objetivo avaliar os efeitos da estrutura vegetal e qualidade do solo, em áreas com diferentes estágios de desenvolvimento, sobre os processos de decomposição da matéria orgânica. Para isso serão realizados experimentos em campo e em casa de vegetação. Para o primeiro experimento serão escolhidas áreas de mata ripária, com trechos de matas em restauração, trechos de matas naturais e trechos com matas degradadas. Nestas áreas serão avaliadas como a estrutura da vegetação, a qualidade física e química do solo, e características químicas da serapilheira local influenciam as taxas de decomposição da matéria orgânica através do método Tea Bag Index – TBI. Os efeitos diretos e indiretos das variáveis amostradas sobre as taxas de decomposição serão estimados usando modelos de equações estruturais. O segundo experimento será desenvolvido em viveiro, onde serão usados potes plásticos preenchidos com solo com diferentes combinações de adição de cálcio, NPK e esterco. Nestes potes serão enterrados sacos de chá, seguindo a metodologia TBI. Para analisar a influência da qualidade do solo sobre as taxas de decomposição, será usada ANOVA simples. Espera-se com este projeto contribuir para o aprofundamento de aspectos pouco estudados em ambientes tropicais, e possibilitar o desenvolvimento de indicadores apropriados para o monitoramento de funções ecossistêmicas em ecossistemas florestais.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES


14 - Estudante: Denici Laura Carvalho - http://lattes.cnpq.br/9176894256588581

Orientador: Prof. Dr. Rodolfo Antônio de Figueiredo

Projeto de Pesquisa: “Processos educativos e resiliência ambiental no contexto de empreendimentos hidrelétricos Federais”

Resumo: Pesquisas que descrevem e analisam programas ambientais pertencentes ao processo de licenciamento ambiental têm recebido contribuições importantes, principalmente vinculados a empreendimentos hidrelétricos. A presente pesquisa busca compreender os efeitos locais que um empreendimento hidrelétrico poderá causar aos atingidos diretamente pela sua implantação/instalação. Desta forma, partindo dos preceitos da perspectiva associada a teoria da resiliência em sistemas socioecológicos. Para tal, irá adotar o caso dos programas de educação ambiental de hidrelétricas federais, analisando de que forma a dinâmica do sistema socioecológico local diretamente afetado pelas barragens transformou na época da implantação. Portanto terão como método a abordagem de coleta de dados por entrevistas semiestruturadas e informações primárias e secundárias. Assim sendo, como resultados esperados, objetiva a busca de um melhoramento no arcabouço teórico que se dedique as consequências locais provenientes da implantação de empreendimentos hidrelétricos.

Palavras-chave:

Financiamento:


15 - Estudante: Denise Rasera  - http://lattes.cnpq.br/0574486745919669

Orientadora: Profa. Dra. Renata Bovo Peres

Projeto de Pesquisa: Produção do espaço urbano e apropriação da natureza em São Carlos (SP): planejamento, conflitos e práticas

Resumo: A pesquisa traz como problemática os conflitos em torno da produção do espaço, a partir de loteamentos habitacionais no entorno intraurbano e rural, em um contexto de cidades médias. O objetivo é analisar a produção do espaço urbano e os modos de apropriação da natureza, a partir das mudanças e (des)continuidades nas legislações urbanas e ambientais de ordenamento territorial, que regulam a implantação de loteamentos habitacionais, considerando os interesses, conflitos e contradições entre os agentes, os discursos e as práticas, no município de São Carlos (SP). Para tanto a produção do espaço será analisada a partir das dimensões física-material, política e discursiva. Espera-se construir uma análise crítica que aproxime os discursos e as práticas que vem sendo propagadas pelos agentes na esfera política e normativa do município para o planejamento urbano e ambiental, dos loteamentos habitacionais do município, e o resultado deste processo no território.

Palavras-chave: conflitos, produção do espaço urbano, apropriação da natureza, loteamentos habitacionais.

Financiamento:


16 - Estudante: Diego Peruchi Trevisan - http://lattes.cnpq.br/2413871825446601

Orientador(a): Prof. Dr. Luiz Eduardo Moschini

Projeto de Pesquisa:  “INDICADORES DE DESEMPENHO URBANO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO TIETÊ-JACARÉ: METODOLOGIA E PERSPECTIVA DE INTEGRAÇÃO”

Resumo:    Nas últimas décadas, houve grande busca por novos métodos quantitativos que possam analisar padrões, determinar a importância de processos espaciais explícitos e desenvolver modelos confiáveis. No Brasil, umas das formas mais eficazes para o planejamento regional é através das Unidades de Gerenciamento de Recursos Hídricos, que por meio dos comitês de bacia hidrográfica, dão suporte legal ao planejamento de tais unidades. O modelo de comunidade de rede é uma área de investigação científica que busca o complexo de sistemas através do uso da metáfora das redes e da matemática de gráficos, sendo uma ferramenta importante no gerenciamento e planejamento regional e local, podendo ser aplicado em diferentes sistemas, como urbanos, hidrológicos e ecológicos. Diante dessas considerações, este trabalho tem como objetivo avaliar os indicadores de desempenho urbano, baseando-se na perspectiva de integração da conectividade entre redes (viária, hidrológica e ecológica), presentes na paisagem da Bacia Hidrográfica do Tietê-Jacaré, no estado de São Paulo. Com ênfase na análise da dinâmica temporal de usos e cobertura da terra nos períodos de 2007 e 2017 e na disposição da conectividade entre elementos presentes na paisagem, através da aplicação da Sintaxe Espacial, dos índices de Conectividade Hidrológica e dos índices de Conectividade e Fragmentação Ecológica.

Palavras-chave:

Financiamento: FAPESP


17 - Estudante: Diogo Loibel Sandonato - http://lattes.cnpq.br/2852459355299307

Orientador(a): Profa. Dra. Norma Felicidade Lopes da Silva Valêncio

Projeto de Pesquisa:  “Conflitos na gestão de água no estado de São Paulo e o papel do Ministério Público”

Resumo:    O presente projeto propõe avaliar a atuação do Ministério Público Federal e Estadual na mediação/conciliação em conflitos territoriais/ambientais relacionados à água no Estado de São Paulo.

Palavras-chave:

Financiamento:


18 - Estudante: Emanoele Lima Abreu - http://lattes.cnpq.br/1167798136607835

Orientador(a): Profa. Dra. Renata Bovo Peres

Projeto de Pesquisa:  “PERSPECTIVAS E PROPOSTAS DE INTEGRAÇÃO DE INSTRUMENTOS DE REGULAÇÃO URBANA E AMBIENTAL EM CIDADES PAULISTAS”

Resumo:    O Licenciamento Ambiental Municipal (LAM) e o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) são instrumentos que visam o licenciamento de um empreendimento em um determinado território e representam uma tentativa de articular problemas urbanos e ambientais, apesar de apresentarem trajetórias normativas e conceituais que derivam de racionalidades distintas e ainda apresentam pouca comunicação e perspectivas de ações conjuntas. Diversos autores apontam a importância da integração desses instrumentos, porém ainda se encontra em estágio embrionário nos municípios, devido aos desafios técnicos e políticos, assim como desafios no campo científico, levantando novas questões de pesquisa. Com enfoque para o Estado de São Paulo, em crescente evolução quanto à aplicação do desses instrumentos, o presente trabalho propõe avançar na investigação da relação entre a regulação urbana e ambiental. Seguindo os métodos de pesquisa qualitativa, este projeto recorre a duas abordagens. A primeira se refere à pesquisa bibliográfica e documental na qual serão investigadas abordagens teóricas, conceituais e metodológicas sobre LAM e Licenciamento Urbanístico (LU) com EIV. Na segunda, serão analisados estudos de casos múltiplos, a fim de demonstrar a evolução da aplicação destes instrumentos para a gestão ambiental urbana integrada. As informações levantadas a partir das realidades das cidades paulistas servirão de base para a indicação de diretrizes de integração entre os licenciamentos ambiental e urbanístico e suas possíveis aplicações em contextos diversos.

Palavras-chave:

Financiamento: FAPESP


19 - Estudante: Fernanda Imada de Lima - http://lattes.cnpq.br/6647535800107521

Orientador(a): Prof. Dr. Juliano Costa Gonçalves

Projeto de Pesquisa:  “CONSUMO COLABORATIVO COMO INCENTIVO À SUSTENTABILIDADE: ESTUDOS DE CASO NA CIDADE DE SÃO PAULO (SP)”

Resumo:    A “necessidade” de consumir tornou-se questão de inclusão e ascensão social dentro de uma cultura que acentua a desigualdade, o egoísmo, a competitividade, a violência, a intolerância em detrimento do crescimento saudável e solidário. Contudo, atualmente se observa um avanço no pensamento de sustentabilidade por parte dos consumidores, envolvidos cada vez mais na busca primordial pela conservação do meio ambiente. As pessoas começam a questionar por que ter em casa, encostado na prateleira, um objeto que não usa, sendo que este poderia ser útil para alguém? O consumo colaborativo constitui um modelo de negócio promovido por organizações fundamentadas na colaboração entre fornecedores e consumidores, mediada pelas tecnologias de informação e comunicação. Neste contexto, o intuito principal desta pesquisa é compreender como o consumo colaborativo contribui para o desenvolvimento local e sustentável. A metodologia escolhida para atingir os objetivos propostos envolverá o estudo multicaso e a aplicação de entrevistas semiestruturadas. Espera-se produzir como resultados um conteúdo inovador sobre o tema e complementar o conhecimento já existente, criando uma base teórica mais robusta.

Palavras-chave:

Financiamento:


20 - Estudante: Fernanda Siebert de Andrade - http://lattes.cnpq.br/7240983912652213

Orientador: Prof. Dr. Juliano Costa Gonçalves

Projeto de Pesquisa: “Moda e modus: a transparência de informações sobre ciclo de vida de peças de vestuário como dispositivo para o consumo sustentável”

Resumo: Embora muitos teóricos tenham traçado discussões acerca da problemática da moda, consumo e ambiente, o que aponta para a importância do tema, estudos recentes demonstram que existe uma lacuna nos estudos referentes a etapa de produção e uso do vestuário. O desafio deste projeto está em mapear e levantar dados acerca das relações sobre: o conhecimento das etapas do ciclo de vida da vestimenta e seus impactos socioambientais, e a práticas de uso orientadas para a sustentabilidade ou não. Espera-se ao final desse estudo afirmar ou refutar as hipóteses de que, a transparência de informações sobre o ciclo de vida das roupas e seus impactos socioambientais, disponibilizada para o consumidor final, está relacionada: (1) com a opção pelo de consumo de produtos mais sustentáveis, (2) com maior tempo de uso do produto. (3) ao maior tempo de vida, na fase de uso do produto. Finalmente, busca-se levantar dados originários das relações entre a comunicação transparente e uso/consumo que possam ser utilizados em novos estudos e também no desenvolvimento de práticas e polícias de comunicação que fomentem um modo de consumo sustentável.

Palavras-chave:

Financiamento:


21 - Estudante: Gustavo Galetti - http://lattes.cnpq.br/3349175563124528

Orientador(a): Profa. Dra. Andréa Lucia Teixeira de Souza

Projeto de Pesquisa:  “DESENVOLVIMENTO ONTOGENÉTICO E TRAÇOS FUNCIONAIS DE ESPÉCIES ARBÓREAS NA RESTAURAÇÃO FLORESTAL: UMA ABORDAGEM EXPERIMENTAL (título provisório)”

Resumo:    O projeto conta com três etapas diferentes, onde serão analisados traços funcionais de diferentes espécies arbóreas nativas de áreas ripárias do Cerrado. Na primeira etapa avalio-se os traços funcionas de 30 espécies em casa de vegetação, todas com aproximadamente 30 cm de altura. Na segunda etapa, está sendo avaliada a relação entre o desenvolvimento ontogenético e a mudança nos traços funcionais das mesmas 30 espécies utilizadas na etapa 1. Na terceira etapa, foi realizado um experimento em casa de vegetação visando avaliar a relação entre traços funcionais de 8 espécies em resposta a diferentes fertilidades do solo.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES


22 - Estudante: João Vitor Roque Guerrero - http://lattes.cnpq.br/4923798452806393

Orientador(a): Prof. Dr. Luiz Eduardo Moschini

Projeto de Pesquisa:  “ZONEAMENTO GEOAMBIENTAL VOLTADO PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTÁVEL E AO ECOTURISMO DO MUNICÍPIO DE BROTAS, SP.,”

Resumo:    O atual processo de degradação dos ecossistemas tem se tornado cada vez mais preocupante graças às funções ambientais destes e aos serviços que prestam. Diversas metodologias tentam analisar e mensurar as os serviços ecossistêmicos locais, porém se limitam a analisar somente as características biológicas, com o estudo da vegetação. Diante disto o presente projeto tem o objetivo de identificar e analisar os serviços ecossistêmicos do município de Brotas a partir da integração de dois modelos de cartografia ambiental: A fragilidade ambiental, que avalia essencialmente o meio físico e a vulnerabilidade ecossistêmica que considera o meio biológico através das métricas da paisagem e da presença de habitats. A integração destes dois modelos aliada à análise multitemporal do uso do solo e cobertura vegetal permitirá uma análise integrada dos serviços ambientais locais identificando como se dá sua relação com as atividades antrópicas e a proposição de um zoneamento geoambiental voltado ao desenvolvimento regional sustentável e ao ecoturismo.

Palavras-chave:

Financiamento: FAPESP


23 - Estudante: José Wamberto Zanquim Junior - http://lattes.cnpq.br/7672611870413427

Orientador(a): Prof. Dr. Celso Maran de Oliveira

Projeto de Pesquisa:  “A (IN) EFETIVIDADE DOS ACORDOS AMBIENTAIS EXTRAJUDICIAIS NA REPARAÇÃO DOS DANOS AO AMBIENTE EM SÃO CARLOS – BRASIL E COIMBRA – PORTUGAL”

Resumo:    O meio ambiente, direito difuso, transindividual e essencial ao desenvolvimento e a manutenção das diversas formas de vida evidencia a necessidade de proteção e conservação de seus recursos e a célere reparação dos danos na busca pelo retorno às condições passadas e promoção da resiliência do ambiente afetado. Os acordos ambientais extrajudiciais destinam-se a conferir uma solução mais célere na implementação das ações e/ou omissões dos infratores na reparação dos danos ou cessação das atividades degradantes, permitindo a intervenção primária no local degradado para se aproximar do ponto de equilíbrio do ambiente degradado. Os órgãos administrativos ambientais e o Ministério Público no território nacional se valem dos acordos ambientais extrajudiciais como o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e o Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental (TCRA) para impor a obrigação de fazer e/ou não fazer ao infrator, cumulada ou não com penalidade pecuniária. Tais medidas, diante da natureza difusa dos bens ambientais, não podem versar sobre o dever de reparação da degradação ambiental, pois esta é inafastável e irrenunciável, somente alcançando as questões relativas ao tempo, modo e adoção de medidas reparatórias. Portanto, surge a necessidade do presente estudo para verificar a (in)efetividade dos acordos e medidas ambientais extrajudiciais adotados no Brasil e em Portugal destinadas à reparação dos danos ao ambiente e promoção da resiliência do ambiente afetado para os casos ocorridos no período de janeiro de 2012 e dezembro de 2016. Igualmente, por meio do estudo comparado, poder-se-á sugerir/indicar melhorias nos termos pactuados e nos procedimentos previstos na legislação brasileira e portuguesa, contribuindo para que haja o cumprimento dos acordos e ações, repercutindo indiretamente na diminuição no ajuizamento das ações judiciais. Ademais, será possível neste processo comparado, analisar a atuação dos órgãos públicos nas ações de reparação dos danos ao ambiente em substituição à obrigação imposta ao particular infrator. Para tanto, o estudo versará sobre os acordos ambientais extrajudiciais celebrados nos órgãos administrativos ambientais e no Ministério Público Estadual e Federal para os casos ocorridos no município de São Carlos/SP - Brasil e os meios/ações destinadas a reparação dos danos ambientais em sede extrajudicial no município de Coimbra – Portugal. Buscar-se-á constatar o cumprimento ou não dos termos e obrigações pactuadas, valendo-se dos dados e informações disponíveis nos bancos de dados oficiais dos órgãos administrativos e do Ministério Público, relatórios, laudos, fotografias, imagens de satélites, entrevistas e conclusões das autoridades competentes. A verificação da (in)efetividade dos acordos e ações/medidas extrajudiciais na reparação dos danos ambientais poderá conduzir a verificação da capacidade de resiliência do ambiente degradado e propiciar, por meio do estudo comparado, identificar a atuação do poder público na realização de ações destinadas à reparação dos danos em substituição às obrigações impostas aos infratores ambientais.

Palavras-chave:

Financiamento:


24 - Estudante: Karina Granado - http://lattes.cnpq.br/2285161148953733

Orientador(a): Prof. Dr. Celso Maran de Oliveira

Projeto de Pesquisa:  “A livre circulação de refugiados ambientais e do desenvolvimento frente a processos de integração econômica”

Resumo:    A proposta de reflexão sobre a livre circulação de refugiados ambientais e do desenvolvimento em processos de integração econômica na América do Sul insere-se num contexto maior de discussão entre fluxos migratórios e mudanças ambientais. O deslocamento de pessoas motivado por questões ambientais (desastres, deteriorações diversas do ambiente e motivações comerciais) e a frágil condição de integração no destino destas pessoas revela o longo caminho a ser percorrido pelos países sul-americanos, pois o cenário jurídico ainda é tímido e não expressa uma proteção digna e segura. Os processos de integração econômica possuem uma formatação clássica para sua implementação - (i) zona livre de comércio, (ii) união aduaneira e por fim, (iii) mercado comum - e nesta última fase é que a livre circulação de pessoas contribuiria com o acolhimento dos refugiados ambientais ou do desenvolvimento. Para tanto, será necessário analisar a legislação destes processos econômicos a partir de 1960 e sua indicação diante de situações fáticas ocorridas ao longo deste período. A proposta será verificar o arcabouço de direitos relacionado às liberdades fundamentais, verificar aspectos de cidadania e superação de assimetrias, visando a (in)existência de políticas públicas específicas aos indivíduos “não nacionais” e, por fim, sobre os rumos normativos e institucionais de proteção para os refugiados ambientais e do desenvolvimento na América do Sul.

Palavras-chave:

Financiamento:


25 - Estudante: Lívia Caroline César Dias - http://lattes.cnpq.br/3339789330947215

Orientador(a): Prof. Dr. Luiz Eduardo Moschini

Projeto de Pesquisa:  “Zoneamento do risco de incêndios florestais no Mosaico de Áreas Protegidas Sertão Veredas - Peruaçu, MG: fogo na vereda e o carbono liberado da turfa”

Resumo:    O Cerrado é um domínio vegetacional, que no seu processo evolutivo, desenvolveu uma dependência do fogo necessitando do mesmo para manter seus processos ecológicos. Devido a este fator, suas características fitofisionômicas fazem com que este domínio apresente uma alta susceptibilidade à ocorrência de incêndios, seja por fatores bióticos ou abióticos. Considerando estas peculiaridades desse domínio vegetacional, são essenciais estratégias claras de manejo do fogo baseadas em conhecimentos técnico-científicos. No Brasil, de acordo com determinadas Leis, é proibido o emprego do fogo em áreas de vegetação nativa salvo algumas exceções, como por exemplo, áreas inseridas em Unidades de Conservação cujas características ecológicas estejam associadas evolutivamente à ocorrência do fogo, como é o caso do Mosaico de Áreas Protegidas Sertão Veredas - Peruaçu no norte de Minas Gerais. Porém é difícil obter licença dos órgãos ambientais e falta estrutura para fazer o manejo do fogo de forma adequada. Como consequência, as áreas ficam sujeitas a um acúmulo de matéria orgânica que pode funcionar como combustível no caso de incêndios provocados por fatores ambientais ou antrópicos. Diante disso, o objetivo do presente trabalho é compreender como as variáveis bióticas e abióticas estão associadas à ocorrência do fogo em áreas florestais, e propor um modelo de susceptibilidade a incêndios florestais assim com um Zoneamento do risco de incêndios florestais que possibilitem uma tomada de decisão eficiente direcionada pelos gestores das Unidades de Conservação. Além disso, será analisado o carbono orgânico presente no solo turfoso das veredas, no intuito de avaliar as consequências para as mudanças climáticas em decorrência da liberação do carbono.

Palavras-chave:

Financiamento: CNPq


26 - Estudante: Luciana Bachega - http://lattes.cnpq.br/2002551549073090

Orientador(a): Prof. Dr. Marcel Okamoto Tanaka

Projeto de Pesquisa:  “A camada serapilheira-solo em áreas de reflorestamento de matas ciliares”

Resumo:    A retirada da cobertura vegetal nativa altera as funções ecológicas do ecossistema, entre as quais a ciclagem de nutrientes. As matas ciliares atuam como ligação entre o ambiente terrestre e o aquático e, assim, possuem importante papel no funcionamento dos ciclos biogeoquímicos. A camada serapilheira-solo é a principal responsável pela ciclagem de nutrientes e retorno destes para o sistema através da decomposição, que é a mineralização da matéria orgânica com a quebra dos compostos orgânicos em inorgânicos. Este processo é realizado por microrganismos, sendo dependente da composição química do substrato vegetal, das condições ambientais de temperatura e umidade, e das condições do solo, incluindo agregação e densidade. Assim, pode-se utilizar como parâmetros de recuperação de um ecossistema a produção e decomposição da serapilheira, sua composição química e retorno de nutrientes ao sistema; as características químicas e físicas do solo, como os estoques de carbono, assim como sua atividade microbiana. O presente projeto tem como objetivo avaliar a ciclagem de nutrientes em áreas de reflorestamento de matas ciliares como parâmetro de avaliação de sucessão ecológica em microbacias com trechos de riachos reflorestados na região do município de São Carlos. Para tanto, serão selecionadas nove áreas entre reflorestadas e controle, para o monitoramento da deposição, decomposição e composição química da serapilheira, sendo também avaliados e caracterizados os atributos do solo nestas áreas. Os resultados deste estudo permitirão a melhor compreensão dos efeitos da restauração e da estrutura da vegetação ripária na produção e decomposição da serapilheira e assim na manutenção dos ciclos bioquímicos. Assim, será possível indicar parâmetros para a implantação de projetos futuros e para o melhor gerenciamento de áreas de recuperação.

Palavras-chave:

Financiamento: FAPESP


27 - Estudante: Marcel Britto - http://lattes.cnpq.br/3804138662312892

Orientador(a): Prof. Dr. Celso Maran de Oliveira

Projeto de Pesquisa:  “O planejamento urbano participativo frente aos agentes públicos: um estudo do Plano Diretor do município de Jaboticabal (SP)”

Resumo:    No contexto da política urbana e do meio ambiente, o Brasil deve contemplar ampla, irrestrita e direta participação popular. Para dar efetividade as funções sociais das cidades e ao ideário de sustentabilidade, a ordem jurídica pátria estabelece uma democracia para além da sua forma representativa ou indireta. Tratando da Política Urbana, o art. 182 da Constituição de 1988 prevê o Plano Diretor como instrumento básico da política de desenvolvimento e expansão urbana, sendo tal dispositivo regulamentado pela Lei nº 10.257/2001 – Estatuto da Cidade. Dentre vários importantes aspectos é preconizada a gestão democrática da cidade, inclusive pela previsão de mecanismos que garantem participação política direta dos cidadãos. Cada município é destinatário desses comandos, sendo dever dos agentes públicos ampliar e privilegiar a participação cidadã, tanto na feitura quanto na revisão periódica dos respectivos Planos Diretores. Todavia, uma hipótese desafia a previsão normativa: em todas as fases da política pública municipal não ocorre a prevalência da vontade da maioria da população. É dizer que os próprios agentes públicos (incumbidos de ampliar e assegurar o engajamento dos munícipes nas questões locais) acabam por beneficiar interesses outros que não os correspondentes ao bem comum. Verificar como agem as autoridades públicas na revisão do Plano Diretor de Jaboticabal (SP), notadamente pelo prisma de franquear plena participação política popular (na forma direta) constitui o objetivo central da pesquisa. Assim, necessário traçar um panorama do processo de revisão do Plano Diretor, com ênfase na pesquisa bibliográfica e análise qualitativa. Destaca-se que em 2017 o Plano Diretor já deveria ter sido revisto (com máxima democracia), mas até presentemente (janeiro de 2019) sequer foi inaugurado o processo.

Palavras-chave:

Financiamento:


28 - Estudante: Mariana Dorici - http://lattes.cnpq.br/3342329884412865

Orientador(a): Prof. Dr. Luiz Eduardo Moschini

Projeto de Pesquisa:  “INFLUÊNCIA DO USO DO SOLO E DA ESTRUTURA DA PAISAGEM SOBRE A QUALIDADE HÍDRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARDO.”

Resumo:    O presente projeto objetiva-se em analisar influências da mudança no uso do solo e da estrutura da paisagem sobre a qualidade dos recursos hídricos superficiais da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo - BHRP (nos anos 2010, 2014 e 2016), com o intuito de propor práticas de gestão das águas que contribuam para manutenção dos fatores hidrológicos essenciais ao bem-estar da sociedade e do meio ambiente desta região. Para tal, este estudo ocorrerá por meio de cinco etapas principais: [1] Diagnóstico da qualidade hídrica, etapa em que serão coletados e compilados dados secundários sobre a qualidade hídrica da BHRP; [2] Análise multitemporal da paisagem, através  do mapeamento do uso do solo e a análise de métricas da paisagem, com a utilização da técnica de segmentação de imagens e Mean Shift e a extensão V-Late do software ArcGIS; [3] Análises estatísticas, com o intuito de estabelecer e compreender as relações, efeitos e influências das mudanças da paisagem, utilizando-se de programas estatísticos; [4] Práticas de gestão das águas, propor práticas adequadas de gestão que contribuam para manutenção da qualidade hídrica da BHRP; e [5] Compilação de resultados e redação do trabalho final. Pretende-se que sejam discutidas as questões teóricas e práticas relacionadas aos efeitos, influências e correlações da paisagem e da qualidade dos recursos hídricos, de forma que, possam ser propostas as práticas de gestão mais adequadas para a região.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES


29 - Estudante: Maria Paula Pires de Oliveira - http://lattes.cnpq.br/9925430852423901

Orientador(a): Prof. Dr. Rodolfo Antonio de Figueiredo

Projeto de Pesquisa:  “Práticas de autogestão colaborativas e sensíveis em grupos de agroecologia  e resíduos recicláveis”

Resumo:    Existem graus variados de autogestão, tanto entre diferentes grupos, quanto em um mesmo grupo, nos diversos momentos de sua história. Na cultura ocidental, os mecanismos de gestão costumam ser mais pautados na racionalidade, em detrimento dos sentidos e das emoções. Tem-se observado a necessidade de harmonizar a relação mente/sentimentos em contextos de gestão. Esta pesquisa busca compreender a autogestão realizada por grupos que atuam na área ambiental, identificando desafios e possibilidades de superação. Também visa entender como práticas de autogestão colaborativas e sensíveis contribuem no desempenho de tais grupos quanto a aspectos culturais, sociais e ambientais. Os grupos participantes serão o CAJUS (Coletivo de Agroecologia da Juventude do Sepé) e a Coopervida (cooperativa de catadoras e catadores de recicláveis de São Carlos). O método de pesquisa utilizado é a pesquisa-participante, envolvendo um diálogo com a realidade social, em sua estrutura e dinâmica. O desenvolvimento da pesquisa envolve levantamento bibliográfico, desenvolvimento de indicadores, aplicação de práticas de gestão e coleta de dados primários com os grupos participantes. Espera-se que os resultados obtidos permitam identificar potenciais práticas para melhorar a autogestão e resultados para os grupos em diferentes dimensões (cultural, ambiental, social, econômica e política). Espera-se que a metodologia adotada, por se tratar de uma pesquisa-participante, desenvolvida junto com os grupos de forma prática e dialógica, fomente uma construção conjunta de conhecimento em consonância com a realidade de cada contexto.

Palavras-chave:

Financiamento:


30 - Estudante: Mayara Herrmann Ruggiero - http://lattes.cnpq.br/699720058184893

Orientador(a): Prof. Dr. Luiz Eduardo Moschini

Projeto de Pesquisa:  “PROPOSTA DE ORDENAMENTO AGROAMBIENTAL PARA UM MANANCIAL AGRÍCOLA NO NOROESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO.”

Resumo:    As atividades antrópicas são as principais causas de modificações nas características de uma paisagem. As atividades agropecuárias geram impactos nos componentes do solo, do ar e da água, sendo que quando a interferência ocorre em mananciais de abastecimento público a situação é ainda mais grave. Nesse sentido, o planejamento do uso e ocupação do solo é essencial para minimizar esses impactos, sendo que os instrumentos de ordenamento territorial, como os diferentes tipos de zoneamento, podem ser ferramentas muito eficientes para este objetivo. Assim sendo, a presente pesquisa objetiva a elaboração de uma proposta de ordenamento agroambiental na Bacia Hidrográfica do Ribeirão do Feijão como subsídio para a gestão e planejamento da ocupação agrícola, considerando as restrições legais e as especificidades regionais. Para isso, será realizado o mapeamento multitemporal do uso e ocupação do solo, buscando identificar o momento de ruptura dos padrões ambientais considerados ideias para a conservação dos recursos hídricos. Junto a isso será realizada uma análise e espacialização das diretrizes legais incidentes sobre a área, no sentido de proporcionar a presente análise. Finalmente, serão elaboradas as cartas de escoamento superficial, potencial de contaminação de aquíferos e aptidão agrícola, sendo estes os documentos necessários para a elaboração da proposta final. Serão ainda definidas diretrizes específicas a cada zona delimitada na carta de ordenamento agroambiental, que serão direcionadas aos produtores rurais, intencionando uma orientação sobre a gestão e planejamento da ocupação agrícola.

Palavras-chave:

Financiamento:


31 - Estudante:  Nayara Mendes Silva

Orientadora: Profa. Dra. Luzia Cristina Antoniossi Monteiro

Projeto de Pesquisa: “Minha casa por toda a vida:  o direito à cidade sustentável”

Resumo: As cidades são ambientes socialmente construídos para satisfazer interesses e necessidades humanas distintas. O processo de urbanização reflete em condições propícias para a maior longevidade populacional, mas que nem sempre representa melhor qualidade de vida, tendo em vista a elevada incidência de doenças crônicas, muitas vezes associadas às características ambientais. O crescimento desordenado das cidades produz impactos que se contrapõem aos preceitos do desenvolvimento sustentável. São Carlos é um município paulista que se alinha a essa tendência, pois à medida em que implementa conjuntos habitacionais em áreas periféricas, expande seu território e esvazia sua área central, reproduzindo desigualdades econômicas e socioespaciais que incidem principalmente sobre a população hipossuficiente. Nesse sentido, o estudo objetiva analisar as condições de habitabilidade, a percepção dos moradores e a inserção urbana de moradias situadas no centro, e em dois conjuntos habitacionais na periferia da cidade supracitada. Trata de uma pesquisa quanti-qualitativa, com a realização de visitas de campo e entrevistas semiestruturadas com os moradores dos locais estudados. Vislumbra-se desenvolver este projeto em seis etapas, cujo cumprimento poderá subsidiar a proposição de alternativas para o alcance das funções socioambientais da cidade e das prerrogativas legais que tratam do desenvolvimento urbano sustentável. Já que a maioria da população mora, e consequentemente, envelhece nas cidades, iniciativas que promovam um espaço urbano sadio à qualidade de vida é medida que se impõe. Daí constata-se a imprescindibilidade de investigar aspectos concernentes à efetivação do direito à moradia adequada, que engloba mais do que um teto sobre quatro paredes e inclui a capacidade das pessoas se manterem em suas moradias ao longo da vida, oferecendolhes suporte e garantindo a interação comunitária e o direito a usufruir de forma equitativa do meio urbano.

Palavras-chave: Direito à Moradia Adequada;  Envelhecimento populacional; Função Socioambiental; Planejamento urbano; Políticas públicas habitacionais 

Financiamento:


32 - Estudante: Priscila Marcon - http://lattes.cnpq.br/9715507409509977

Orientador(a): Prof. Dr. Frederico Yuri Hanai

Projeto de Pesquisa:  “Modelos de Gestão para o Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos no Estado de São Paulo”

Resumo:    Os Comitês de Bacias Hidrográficas (CBH) são instituições essenciais na execução das políticas de recursos hídricos, uma vez que viabilizam a participação de diferentes setores e a descentralização de sua gestão. Dentre as responsabilidades dos CBH encontram-se a promoção de debates, cooperação e conciliação entre os usuários de água, a aprovação do plano de bacia, bem como a disponibilização de subsídios técnicos e administrativos. No estado de São Paulo, a avaliação da atuação do CBH ocorre anualmente em um relatório de situação de cada bacia hidrográfica. Os parâmetros que mensuram a gestão promovida por este ente consistem no levantamento do número de reuniões, a frequência dos membros nestes eventos e as pautas discutidas e aprovadas por ele. Essas informações trazem poucos elementos para avaliar o aprimoramento da atuação do CBH. Com isso exposto, esse projeto de pesquisa parte do pressuposto que a criação de um conjunto de indicadores para a avaliação da atuação do CBH, a nível regional, poderia aprimorar o gerenciamento integrado dos recursos hídricos. Assim, o projeto pretende diagnosticar a situação da estrutura gerencial e organizacional dos CBH e das Agências de Bacia Hidrográficas do estado de São Paulo, visando propor modelos de gestão aplicáveis ao Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos. Para tanto, inicialmente, serão selecionados três comitês do estado de São Paulo a para diagnosticar a situação atual de funcionamento em relação as funções, atribuições e composições. Depois de selecionados, serão realizadas análise documental e entrevistas a fim de realizar o diagnóstico desejado. Posteriormente, serão identificados princípios e diretrizes para a gestão efetiva dos recursos hídricos dentro da contextualização da gestão dos recursos hídricos e estudos de outros modelos de gestão que possam ser apropriados pelos CBH. Por fim, será proposto um conjunto de indicadores de avaliação da atuação dos CBH e eles serão aplicados em um CBH do estado de São Paulo que permita esta experiência, buscando avaliar a inserção deste instrumento na estrutura da instituição.

Palavras-chave:

Financiamento:


33 - Estudante: Rachel Lopes Queiroz Chacur - http://lattes.cnpq.br/4196133005019594

Orientador(a): Prof. Dr. Celso Maran de Oliveira

Projeto de Pesquisa:  “Sugestões de Resolução de Conflitos urbanísticos”

Resumo:    O objetivo do projeto é o mapeamento dos conflitos fundiário urbanos judicializadas da cidade de São Carlos SP e apresentar propostas de modelos adequados de resolução de conflitos.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES


34 - Estudante: Raimunda Gomes Silva Soares - http://lattes.cnpq.br/0432996860060252

Orientador(a): Prof. Dr. Luciano Elsinor Lopes

Projeto de Pesquisa:  “EFEITO DA PAISAGEM NA POLINIZAÇÃO DE ESPÉCIES DE SUB-BOSQUE, UMA ANÁLISE CONSIDERANDO VARIÁVEIS ESPACIAIS, DIVERSIDADE BETA E APLICAÇÕES EM AÇÕES DE GESTÃO”

Resumo:    Entender como as pressões antrópicas alteram as características da paisagem e podem influenciar na manutenção da polinização é condição essencial para a sustentabilidade, tanto dos ecossistemas naturais, quanto dos cultivos que dependem desse serviço. Este trabalho visa estudar o efeito da paisagem na polinização de espécies de sub-bosque de floresta, considerando características atuantes em várias escalas espaciais, bem como a correlação espacial nesses processos ecológicos. Visa ainda avaliar as interações entre floresta e áreas abertas adjacentes, sob a perspectiva de sua utilização por espécies de plantas e visitantes florais com diferentes características. Considera também o potencial de aplicação em ações de gestão para a conservação. Este estudo congregará dados coletados em vários projetos anteriores, entre os anos de 2015 e 2016. Em 30 paisagens de 1km de raio foram coletados os visitantes florais e flores abertas para análise da polinização no sub-bosque de fragmentos florestais. Em 24 paisagens os visitantes florais foram amostrados também em áreas abertas não manejadas adjacentes aos fragmentos. A partir desses dados coletados serão avaliados, em múltiplas escalas espaciais, os efeitos da quantidade e fragmentação da floresta, qualidade da matriz e heterogeneidade da paisagem na polinização das espécies do sub-bosque florestal. Além disso, avaliaremos se eventuais benefícios da heterogeneidade de usos da terra ocorrem por efeito complementar dos diversos tipos de ambiente, ou por aumentar a probabilidade de ocorrência de usos favoráveis (efeito de amostragem). A avaliação dessa interação entre diferentes ambiente será feita por meio da análise de similaridade de composição e traços funcionais entre as comunidades plantas e visitantes florais de interior de floresta e as áreas de abertas não manejadas adjacentes. Será avaliado também se essa similaridade afeta a polinização em paisagens com diferentes níveis de perda e fragmentação das florestas. Os resultados desse trabalho serão compilados e integrados às orientações do IPBES (Plataforma Intergovernamental para Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos), práticas de intensificação ecológicas, e políticas ambientais vigentes na área de estudo. Informações dessa natureza podem ajudar em decisões sobre o que promover nas paisagens que possibilite o estabelecimento de um feedback positivo, no qual a conservação das áreas naturais contribui com o aumento da produtividade dos cultivos por meio do serviço de polinização, e essa condição diminui a necessidade de utilização antrópica das áreas de vegetação nativa. Esse estudo contribuirá ainda com a identificação das melhores áreas para a conservação de plantas e seus visitantes florais na região, por meio da identificação da variação na composição de espécies e suas relações com as características locais. Por fim, esse estudo contribuirá com a identificação de características e forma de manejo das paisagens estudadas que promovam a conservação dos polinizadores e que tenham maior potencial de aplicabilidade na região de estudo.

Palavras-chave:

Financiamento:


35 - Estudante: Raphael Augusto Fagliari - http://lattes.cnpq.br/6878615491357783

Orientador(a): Profa. Dra. Érica Pugliesi

Projeto de Pesquisa:  “Política Nacional de Resíduos Sólidos e sua interface com a Economia Circular – Práticas, instrumentos e fatores críticos de sucesso para realidade brasileira”

Resumo:    O sistema econômico linear e aberto não leva em consideração os impactos gerados no uso de recursos e geração de resíduos, tornando necessário uma transição para um modelo econômico fechado no qual ambiente e economia possuam uma relação circular. Assim, a Economia Circular (EC) emerge em diversos países para manter o produto, seu valor agregado, seus materiais e recursos na cadeia produtiva, minimizando a geração de resíduos e o consumo de novos recursos naturais. Para tal, um ponto de grande importância consiste na reinserção de produtos pós-consumo na cadeia produtiva por meio da Logística Reversa (LR). No Brasil, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) trouxe, dentre outras inovações, a obrigatoriedade para diversos setores instituírem processos de LR. Assim, esse processo soma-se à crescente demanda por fluxos produtivos reversos, os quais vêm ganhando atenção. O presente trabalho objetiva analisar como a PNRS e os programas de LR impactam na transição rumo a um modelo de EC no Brasil. Objetiva-se também identificar os Fatores Críticos de Sucesso (FSC) em países que apresentam políticas e práticas de EC e LR estruturados, relacionando-os a estudos de caso de programas de LR no país para proposta de um modelo de LR. Para tal, os métodos adotados consistem em uma revisão da literatura, um estudo de caso exploratório sobre LR e na realização de uma Revisão Bibliográfica Sistemática. Dentre os resultados, prevê-se avaliar a aderência da PNRS e dos programas de LR à EC e também propor um modelo de LR com melhorias baseadas nos FCS da EC levantados.

Palavras-chave:

Financiamento:


36 - Estudante: Renata Maria Guerreiro Fontoura Costa Vaz - http://lattes.cnpq.br/1147459500274690

Orientador(a): Prof. Dr. Rodolfo Antonio de Figueiredo

Projeto de Pesquisa:  “Transição agroecológica e sua vertente sociocultural: estudos de caso no município de São Carlos (SP)”

Resumo:    O município de São Carlos (SP) se destaca, na atualidade, pelo fato de possuir diversas iniciativas de produção de alimentos orgânicos e/ou agroecológicos que contribuem para uma mudança de paradigma relacionada à questão ambiental e social, seja para a/o própria/o agricultora/r, como para as/os consumidoras/es e para a sociedade como um todo. A partir desta realidade, constituída por diferentes grupos sociais, que impulsiona a criação de redes colaborativas, de comercialização local e da participação desses grupos em políticas públicas federais, surgiu o interesse para o desenvolvimento deste projeto. A pesquisa tem como objetivo principal compreender os processos inerentes à transição agroecológica com enfoque no componente sociocultural, baseando-se em três estudos de caso de matizes diferenciadas. Como objetivo secundário, serão levantadas informações a respeito das técnicas agroecológicas adotadas, aspectos organizacionais e associativos e estratégias de comercialização. A metodologia é de caráter qualitativo, com enfoque na trajetória de vida dos indivíduos ou grupos e em entrevistas abertas e semi-estruturadas, e também de caráter participativo, a partir do engajamento da pesquisadora em projeto de extensão universitária em curso no assentamento rural Santa Helena e como membro da Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA)/São Carlos. Pretende-se, desta maneira, trazer elementos que favoreçam a construção do conhecimento sobre transição agroecológica na sua vertente social e demais aspectos vinculados às agriculturas de base ecológica, contribuindo assim para o fortalecimento de iniciativas sustentáveis na agricultura.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES


37 - Estudante: Roberta Dias de Moraes Ribeiro - http://lattes.cnpq.br/5102918509090588

Orientador: Prof. Dr. Frederico Yuri Hanai

Projeto de Pesquisa: Ferramentas e indicadores para gestão do turismo em bacias hidrográficas: sob a ótica da sustentabilidade e conservação da água

Resumo: Nos últimos anos, a água passou a ganhar mais discussões, ainda que incipientes, acerca de sua preservação, uma vez que os impactos causados pela presença humana têm mostrado, cada vez mais, danos ao nosso meio ambiente natural. Os recursos hídricos quando contaminados e não tratados, tem seus usos múltiplos comprometidos, entre eles a utilização para lazer e recreação. Um dos usos da água pela atividade humana, que tem crescido e sido fomentado, é o turismo. Desde uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Turismo em 1997, que teve como intuito avaliar o potencial turístico dos municípios brasileiros, os recursos hídricos têm sido apontados como os principais atrativos turísticos. Articulando a atividade turística com a utilização dos recursos hídricos para o lazer e, pensando na sustentabilidade nos dois âmbitos, essa pesquisa tem como objetivo desenvolver uma abordagem inovadora para a gestão do turismo em bacias hidrográficas, pautando-se na sustentabilidade e na conservação da água. Para tanto, buscaremos identificar ferramentas, indicadores e instrumentos que auxiliem na gestão do turismo em bacias hidrográficas. A fim de alcançar os objetivos, realizaremos uma pesquisa bibliográfica acerca das temáticas: relações do turismo com a água; instrumentos, ferramentas ou indicadores na gestão do turismo; e, abordagens (inovadoras) para a gestão do turismo em bacias hidrográficas; fazendo um estado da arte das publicações já existentes. Adotaremos o metabolismo social e o conceito de smart turismo como abordagens inovadoras para atividade turística em recursos hídricos. A fim de testar essas abordagens, levaremos o modelo preliminar para especialistas nas áreas de turismo, recursos hídricos, sustentabilidade, entre outros, pela metodologia de avaliação 3S. A partir das considerações dos especialistas, o modelo será analisado para uma possível aplicação em uma bacia hidrográfica

Palavras-chave:

Financiamento:


38 - Estudante: Silvia Cristina de Jesus - http://lattes.cnpq.br/2755740480901462

Orientador(a): Profa. Dra. Adriana Maria Zalla Catojo

Projeto de Pesquisa:  “DIAGNÓSTICO MULTITEMPORAL DA COBERTURA DA TERRA EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO ESTADO DE SÃO PAULO E SEU ENTORNO”

Resumo:    Existe uma clara necessidade de entender o desempenho das Unidades de Conservação em relação ao que elas se propõem, como elas interagem e se são ferramentas de conservação eficazes. Neste contexto, este trabalho visa compreender a dinâmica de cobertura da terra no interior e no entorno das Unidades de Conservação (UCs) do Estado de São Paulo que estão no bioma da Mata Atlântica. Parte-se do pressuposto de que as UCs que estão envolvidas por outras áreas protegidas apresentam métricas de Ecologia da Paisagem mais condizentes com os preceitos da Conservação da Biodiversidade. A partir do reconhecimento das mudanças é possível propor modelos de reordenamento territorial e zoneamento, e planejar políticas voltadas à solução de conflitos de uso da terra. Para tanto, devem ser atingidos os seguintes objetivos específicos: 1)           Organizar uma metodologia de processamento de imagens orbitais para detecção de antropizações na Mata Atlântica; 2) Gerar mapas multitemporais de cobertura da terra das UCs e de seu entorno; 3) Avaliar a dinâmica espaço temporal dos fragmentos de vegetação nativa; e 4) Avaliar a efetividade de diferentes categorias de UCs quanto aos objetivos de manejo a que estas se propõe.

Palavras-chave:

Financiamento:


39 - Estudante: Vinicius Perez Dictoro - http://lattes.cnpq.br/9469471717661914

Orientador(a): Prof. Dr. Frederico Yuri Hanai

Projeto de Pesquisa:  “Sensibilização e Comunicação Ambiental em Bacias Hidrográficas: abordagens, concepções, práticas e sistema de indicadores para conservação da água”

Resumo:    A visão da complexidade nas questões ambientais gera a necessidade de novas concepções, abordagens e planejamentos em todos os aspectos relacionados à gestão de bacias hidrográficas, destacando-se a preocupação com as questões da sensibilização e comunicação ambientais, revelando a demanda por instrumentos que possam subsidiar a avaliação de novos rumos visando à sustentabilidade. O objetivo desta pesquisa é investigar instrumentos específicos e sistema de indicadores para o monitoramento e a análise de ações de sensibilização e comunicação ambiental em bacias hidrográficas, considerando novas abordagens, concepções, práticas de comunicação e sensibilização para sustentabilidade necessárias para a conservação da água. A pesquisa envolverá uma abordagem sistêmica e exploratória, adotando-se como estudo de caso a Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Tietê-Jacaré, estado de São Paulo, empregando cinco grupos principais de procedimentos metodológicos: pesquisa bibliográfica e documental sistemática; estudo de caso com análise de planos, programas, projetos e práticas de educação e comunicação ambientais; estudo, análise e proposição de novas abordagens; estudo e proposição de um sistema de indicadores; e proposição de um modelo de práticas de sensibilização ambiental na gestão de bacias hidrográficas. Espera-se assim, construir e apresentar novas contribuições científicas com o estabelecimento de um modelo de práticas de sensibilização para a sustentabilidade e a configuração de um sistema de indicadores para avaliação da educação e comunicação ambientais em bacias hidrográficas.

Palavras-chave:

Financiamento: CAPES


40 - Estudante: Yara Campos Miranda - http://lattes.cnpq.br/0018928274834963

Orientador(a): Prof. Dr. Francisco Antônio Dupas

Projeto de Pesquisa:  “PAGAMENTO POR SERVIÇO AMBIENTAL APLICADO NA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS: SIMULAÇÃO DE CENÁRIOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO FEIJÃO – SP”

Resumo:    O uso desordenado de recursos naturais acarreta em impactos ambientais, que por sua vez, influenciam a quantidade e qualidade destes no ambiente. O Pagamento por Serviço Ambiental (PSA) é um mecanismo que vislumbra a viabilidade da conservação de remanescentes florestais, a partir da adesão voluntária, que permite um retorno econômico para incentivar o provimento de recursos naturais. Desta forma, o objetivo deste trabalho, é a criação de um índice de cálculo para o PSA, tendo como estudo de caso a Bacia Hidrográfica do Ribeirão do Feijão. Para tanto, em um primeiro momento, será realizado uma análise de fragilidade ambiental, a partir da aplicação de duas metodologias distintas, a saber a Equação Universal de Perda dos Solos (USLE) e Macedo et al., (2018), buscando verificar a que atenda de maneira mais efetiva a realidade da área de estudo. Posteriormente, serão aplicados critérios de valoração ambiental, a nível de propriedade, que terão pesos diferenciados de acordo com sua importância, sendo estes o tamanho da área, tipo de solo, declividade, potencial erosivo, uso e cobertura do solo, hidrografia, proximidade do lençol freático e percentual de vegetação. Estes índices serão aplicados a nível de propriedade, a partir da sobreposição dos mesmos com o Cadastro Ambiental Rural (CAR) realizado pelos proprietários. A partir da escolha das áreas com maior propensão a valoração econômica, será aplicado os valores propostos por Machado et al., (2016) de acordo com a atividade potencial da área. Por fim, diferentes cenários serão propostos, buscando viabilizar a aplicabilidade do PSA no Ribeirão do feijão. Desta forma, busca-se que o índice proposto, possa ser utilizado em outras áreas de relevante interesse ecológico, possibilitando assim, o uso racional dos recursos naturais.

Palavras-chave:

Financiamento:


41 - Estudante: Zedenil Rodrigues Mendes

Orientadora: Profa. Dra. Renata Sebastiani

Projeto de Pesquisa: “Flora ferroviária paulista: diversidade vegetal, araneofauna associada e os impactos dos empreendimentos ferroviários”

Resumo: O sistema de transporte de cargas por ferrovias tem se mostrado um modelo econômico e de baixo impacto ao ambiente. Defender este meio de transporte é uma forma de diminuir desmatamentos. As ferrovias podem servir de porta de entrada para o estabelecimento de espécies invasoras de plantas ou como refúgio para espécies vegetais nativas; e essa vegetação pode servir como abrigo para uma fauna que indique, de formas qualitativa e quantitativa, o estado de conservação da biodiversidade. A regeneração da vegetação nativa em áreas ferroviárias desativadas pode indicar o quanto esse meio de transporte pouco impacta os ecossistemas ao longo dos quais passou em épocas anteriores. O presente projeto visa o estudo inédito da flora ferroviária no Brasil, araneofauna associada e impactos causados pelos empreendimentos ligados à ferrovia. Utilizará como área de estudo uma região importante de Mata Atlântica no distrito de Paranapiacaba (município de Santo André, SP), onde se pode encontrar, lado a lado, ferrovias em atividade e desativadas, próximas a uma importante Unidade de Conservação brasileira, a Reserva Biológica do Alto da Serra de Paranapiacaba. Os resultados obtidos poderão ser utilizados para mitigar impactos causados pela ferrovia protegendo espécies nativas de Mata Atlântica.

Palavras-chave:

Financiamento: